D&D 5ª : Os prós, os contras e o que fica no meio

Coluna pergaminhos esquecidosPor Leandro Castro

Conheça o site do Leandro Castro e conheça mais sobre RPG nesse link.

 

Eis então que o RPG mais famoso do mundo, Dungens & Dragons (D&D), chega a sua quinta edição. tyranny_tiamatDepois de uma recepção dividida dos fãs com a quarta edição do sistema, a quinta edição prometeu tornar o jogo mais prático, menos pesado, que pudesse se adequar aos moldes “oldschool” sem deixar de ter novas regras e novas formas de jogar este famoso hobby. O Starter Set saiu no dia 15/07 e parece ter conquistado seu lugar. A Wizards of the Coast (WotC) fez um trabalho de publicação de divulgação muito interessante pois você não só terá uma caixa para iniciantes a um preço acessível como tem disponível gratuitamente um .pdf com as regras básicas do sistema.

A caixa contém um material bem enxuto: um livreto de regras com 32 páginas, um livreto da aventura com 64 páginas, cinco planilhas de personagens prontos e um conjunto de dados (d4, d6, d8, d10, d12 e d20), mais que suficiente para viver grandes aventuras em um mundo repleto de monstros, magias e vilões. Embora a ausência de um grid, miniaturas ou talvez um poster com a nova arte da edição deixe um gostinho de quero mais, o preço deste box está bem acessível (US$19,99) e tem agradado tanto fãs antigos como os novos oferecendo uma mecânica simples e de fácil entendimento. O box foi feito para que não houvessem complicações ou discussões demoradas sobre regras, e a ausência de miniaturas ou um grid não compromete a diversão. É abrir e jogar.

fquestAo invés de trabalhar com uma complexa combinação de talentos, classes ou poderes pré-moldados, a nova edição promete voltar atrás e apostar num jogo simples onde as situações serão resolvidas com rapidez. As regras básicas lembram uma mistura das mecânica básica da 3ª ed. com alguns traços da 4ªed. (como magos lançando certas magias ilimitadamente). Uma destas regras é a de “Advantages & Disadvantages” onde os jogadores rolarão dois dados de vinte lados e escolherão o resultado maior (caso tenham a vantagem) ou menor (caso estejam na desvantagem). Os personagens agora são construídos não só com raça, classe e atributos, mas também com backgrounds, traços, objetivos e defeitos que ajudam a definir a personalidade daquele personagem. A estranha plataforma extra na caixa deixou alguns jogadores sem entender para que servia aquilo. Em uma entrevista e unboxing oficial, o gerente senior de design de D&D5d Mike Mearls disse que era apenas uma simples jogada de marketing para que a caixa não ficasse pequena demais e diminuísse sua presença diante de outros produtos. Para quem começou a jogar D&D com First Quest ou a caixa clássica da Grow, a quinta edição dá a impressão de que falta conteúdo por conter apenas o “básico do básico”.

A parte de magia, porém, tem sido alvo de críticas. Algumas magias arcanas e divinas de nível zero (Conhecida como “cantrips”, ou “truques” no Português do Brasil) não possuem limites de conjuração, permitindo que o mago possa ter uma vantagem e uma presença em mesa maior que as outras classes. Para os que são veteranos em D&D já devem ter notado que um personagem capaz de causar 1d10 de dano por turno com um ataque de toque à distância não precisará mais bancar o fracote indefeso no primeiro nível e ficar atrás do grande e forte guerreiro.

No geral o sistema básico de regras apenas irá oferecer um pouquinho daquilo que a 5ed será. Muitas das coisas apresentadas no playtest estão de fora e só serão reveladas quando sair os três livros básicos. A expectativa aumenta, os jogadores de todo o mundo deram um feedback positivo a respeito das novas regras (Mesmo que a WotC tenha declarado que não irá traduzir o material para outras línguas, o que deixou muita gente insatisfeita). No Brasil, seremos obrigados a importar a caixa, o que irá fazer o “preço acessível” dela desaparecer com a alta taxa de importação e a conversão do dólar. Se ao menos permitissem a tradução da caixa quem sabe mais jogadores do nosso país pudessem ter acesso a novidade.

Considerações finais

dndnext

Embora ainda seja cedo para dizer se esta edição será um sucesso ou um fracasso, creio que o ponto dela ter traços dos jogos “oldschool” está descartado. Seu sistema simples e prático apresenta uma solução palatável para a maioria dos problemas que se tem em uma mesa de RPG, e sua regras não são de todo ruim. Porém, vivemos em um cenário onde há muitos sistemas lá fora, com muitas regras e opções a oferecer. Perto disso, a quinta edição lembra muito pouco o que as edições antigas eram e suas novas regras são apenas simples ajustes à mecânica do sistema d20. Isto não quer dizer que ela deixará de ser um sistema bem sucedido, nada disso. A 5ed sem dúvida irá tirar da cabeça dos jogadores (Principalmente aqueles que só jogam as edições de ponta) o emaranhado de regras estranhas que atrapalham a interpretação de personagem e contribuem muito pouco para o desenvolver da trama. Porém, para os jogadores da velha guarda, é apenas mais uma edição qualquer no mercado sem nada de grandioso a oferecer.

Anúncios

Um comentário sobre “D&D 5ª : Os prós, os contras e o que fica no meio

  1. Pingback: (Artigo) D&D 5ª: Os prós, os contras e o que fica no meio | A Masmorra do Velho Orc

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s